Category Archives: Da leitura

Excelentes razões para ler com as crianças

Ouvir ler em voz alta, ler em conjunto, conversar sobre livros desenvolve a inteligência e a imaginação.
Os livros enriquecem o vocabulário e a linguagem.
As imagens, informações e ideias dos livros alargam o conhecimento do mundo.
Quem tem o hábito de ler conhece-se melhor a si próprio e compreende melhor os outros.
Ler em conjunto é divertido, reforça o prazer do convívio.
Os laços afectivos entre as crianças e os adultos que lhes lêem tornam-se mais fortes.
A leitura torna as crianças mais calmas, ajuda-as a ganhar autoconfiança e poder de decisão.

Conversar desde o berço

As seguintes orientações foram recolhidas do desdobrável «Conversar desde o berço. Dicas para os pais de actividades lúdicas favoráveis à comunicação dos filhos”, da autoria de Luísa Neiva Araújo, Maria do Céu Espinheira, Teresa Andrade, Fátima Pinto, do Centro de Saúde da Carvalhosa e Foz do Douro.

Continuar a ler

Livros para crianças até aos 3 anos

De acordo com a psicolinguista e pedagoga Sylviane Rigolet, até aos 3 anos de idade, a criança precisa de adquirir conhecimentos básicos sobre as coisas e o vocabulário correspondente (substantivos, verbos, adjectivos). Só mais ou menos a partir dessa idade a criança tem a capacidade cognitiva de fazer comparações: gosta de saber coisas sobre animais, pessoas de diferentes países, como nascem, como vivem, o que comem, etc.; dá-se a emergência da numeracia (tamanhos, pesos, alturas, cores, etc.).
Só mais ou menos a partir dos 4 anos a criança manifesta a capacidade de fantasiar. Por isso, a escolha de livros para crianças com menos de 3 anos tem de ser muito criteriosa.

As suas características devem ser as seguintes:
– Ilustrações com imagens «fotográficas» e com cores reais (representação bidimensional da realidade envolvente);
– Tipo «ficheiro de imagens» em que cada imagem é uma «narrativa» (quase nunca há uma história);
– Retrata temas do quotidiano da criança (rotinas): comer, dormir, brincar, higiene, comunicação, afecto, etc.;
– A criança é o protagonista;
– Composições simples, com poucos elementos em cada página;
– Utilização de materiais resistentes (cartão, pano, plástico);
– Pode ter várias formas de abrir: da direita para a esquerda, para cima, para baixo, etc.;
– Pode integrar elementos de interacção táctil: vazamentos, texturas, dobras com elementos escondidos, velcro e botões (para os mais crescidos).

Atenção: devem evitar-se as discrepâncias culturais (sobretudo nos livros de autores estrangeiros): Natal na neve; casas de telhado «em bico», pequeno-almoço inglês, etc.

A leitura dialógica

O que é

A leitura dialógica é uma técnica de leitura partilhada e interactiva de livros de imagens com o objectivo de desenvolver as competências linguísticas das crianças, a partir do momento em que estas começam a dominar minimamente a linguagem (cerca dos 14 a 18 meses).

Durante o processo, o adulto e a criança trocam sucessivamente de papéis. Assim, a criança aprende a tornar-se o «contador», com a ajuda do adulto, que funciona como um «ouvidor» activo e um «perguntador».

A técnica desenvolve-se em duas etapas. Na primeira, utilizam-se estratégias para aquisição de vocabulário (substantivos, adjectivos e verbos). Na segunda, quando a criança adquiriu vocabulário suficiente e ganhou maior autonomia linguística, as estratégias destinam-se a desenvolver competências ao nível da frase. Continuar a ler